Achei que não ia cair na fake news. Achei errado!

Posted on Posted in Blog

Sou jornalista diplomado, pós-graduado em comunicação empresarial, com anos de experiência em comunicação social e pah… acabo de ser traído por uma fake news. Sem medo, sem receio, não resisti. Sem checar, sem titubear, fui lá e compartilhei a informação falsa no Facebook.

Ainda bem que meu ex-aluno estava atento e me disse: “eu vi esta foto, mas era em outra matéria”. Obrigado, Vinícius! Em seguida, apaguei o post da rede do tio Mark e pedi desculpas.

Outro dia quase fui pego por outra informação falsa. O nome e o logo do perfil no Twitter eram os mesmos de um grande órgão de notícia. Porém, percebi que era falso. Pensei, na oportunidade: “aqui não, mermão!”. Ah, tá!

Qualquer um pode compartilhar uma notícia falsa sem saber. Se no aspecto pessoal isso não pega bem, se você está à frente de uma empresa e cai em uma armadilha como esta pode correr o risco de arranhar sua marca.

Como disse o jornalista Leonardo Sakamoto em uma palestra que pude assistir na semana passada: “Desconfie do que o outro lado diz. Mas, acima de tudo, desconfie do que o seu lado diz, pois é muito fácil cair no erro de publicar uma fake news por colocar acima de qualquer suspeita aquilo em que você já está pré-disposto a acreditar”.

Aliás, o Sakamoto tem dado até curso sobre o assunto e alertou o quanto, a exemplo das eleições dos Estados Unidos, as fake news poderão contaminar o processo eleitoral do Brasil neste ano.

Bom, para que você, assim como eu, não caia nas armadilhas da fake news e acabe se prejudicando (ou prejudicando seu negócio), vai aqui uma lista básica sobre como identificar uma informação falsa.

Como evitar fake news

1 – Cheque a fonte da informação e veja se ela está em outros sites

2 – Não acredite em tudo, ainda mais se tende a concordar com o que irá publicar

3 – Evite sites desconhecidos ou conhecidos pelo sensacionalismo

4 – Cuidado com títulos e chamadas, leia a matéria completa

5 – Preste atenção às imagens que ilustram a matéria

6 – Preste atenção ao perfil da publicação original e à URL

7 – Cheque outras notícias do mesmo site

8 – Confirme se o autor é confiável

9 – Observe erros de formatação ou ortografia

10 – Pesquise a notícia no Google ou no Youtube

11 – Confira a data de publicação da notícia

12 – Pense duas ou mais vezes antes de publicar

E se alguém publicar uma informação falsa e você conseguir identificar, faça como o Vinícius e aponte o equívoco. Assim, ajudará a combater um dos grandes males de nossa sociedade digital.

Fernando Moraes

Acesso Livre Comunicação

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *