Marketing Digital: defina primeiro seus objetivos, depois o resto

Posted on Posted in Blog

Fernando Moraes

Se você pensa em contratar uma agência ou definir as ações de marketing digital de sua empresa, antes precisa ler este artigo até o final. Vou falar sobre um erro que as organizações sempre cometem, o de pensar apenas em ferramentas, e redes sociais e quantidade de posts a produzir, desconsiderando os objetivos que o levaram a desejar uma presença mais forte na internet.

Sempre nos deparamos com clientes em potencial que nos abordam da seguinte maneira: “Quanto custa para produzir uma série com 10 vídeos?”, “Quanto vocês cobram por um pacote com vídeos, textos, posts para Instagram e Facebook?”, entre várias outras situações similares.

Depois que perguntamos os objetivos com tais ações, percebemos que o que eles querem não atingirá o resultado esperado.

Por outro lado, temos clientes que exigem, no contrato, o número de peças que precisamos produzir (e normal que isso aconteça). Porém, ao analisar o objetivo, chegamos à conclusão de que pouco importa se fizerem um ou 200 vídeos se a estratégia não estiver bem alinhada com o que a organização pretende como resultado.

Acontece que, se você não tem objetivos claros, não conhece sua persona e não tem a mínima noção do por que ter chegado a estes números aleatórios, a estratégia pode não fazer sentido. Muitas vezes dá a impressão de que as empresas querem assim apenas porque o concorrente tem feito algo daquela forma – o conhecido pensamento do Oceano Vermelho.

A situação acontece com frequência quando vamos fechar um contrato com clientes.

E, durante um webinar conduzido para a Sharpspring conduzido pelo Rafael Rez, autor de “Marketing de Conteúdo: a moeda do século XXI” e autoridade no assunto, vimos que é um problema recorrente em várias agências, porque o mercado é convencionado a pensar desta maneira.

marketing digital mudar a forma de pensar

É preciso rever a forma de pensar

Nossos cases de maior sucesso nos permitem afirmar que, quando os clientes definem com clareza seus objetivos (tornar-se autoridade no assunto, expandir a marca em determinada região, vender mais para um determinado público ou outro que faça sentido para o atual momento da instituição), os resultados tendem a ser muito mais satisfatórios.

Aqui na Acesso Livre, sempre pensamos no posicionamento e nos objetivos de nossos clientes, elaboramos uma estratégia levando em conta a persona e, somente a partir daí, propomos as ações: os padrões de conteúdo, canais de distribuição, a entrega deste conteúdo dentro de cada etapa da jornada de compra, a frequência das publicações, entre outros fatores.

Fazemos isso porque já ficamos presos a contratos que estabeleciam número x de posts, enquanto a necessidade do cliente era maior. E aí não dá para criar mais posts pelo mesmo valor do contrato. Em outras ocasiões já produzimos vídeos para Youtube, porque estava no contrato, quando o relacionamento com o cliente fazia muito mais sentido por outros canais.

Para evitar frustrações com uma estratégia que pode não dar certo, é preciso repensar na hora de investir em comunicação e marketing digitais, sempre partindo do princípio do objetivo bem definido. Aí, então, é deixar que sua equipe de marketing ou agência que contratou elabore uma estratégia e faça um planejamento que consiga atingi-lo.

E aí, qual o problema que precisa resolver em sua empresa? Atrair mais clientes? Ser mais conhecido em sua região? Vender mais? Relacionar-se melhor com seus clientes? Ser a primeira empresa ser lembrada quando o cliente tem um problema que você possa resolver? Pense nisso e, a partir daí, estabeleça seus objetivos com comunicação e marketing.

Fernando Moraes Acesso Livre
Fernando Moraes é jornalista, relações públicas e diretor da Acesso Livre Comunicação

 

 

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *